ENTRE EM CONTATO
11 4806-0671
contato@qsconsultoria.com.br

6 PRÁTICAS QUE ESTÃO ACABANDO COM A GESTÃO DE CUSTOS NA SUA FÁBRICA

A gestão de custos é uma área estratégica da empresa, afinal, toda indústria enfrenta diariamente o desafio de produzir mais, com mais qualidade, com um custo cada vez menor. Mas como você pode buscar reduzir custos se ainda não conhece os seus custos reais? Por isso já falamos aqui sobre como apurar os custos de produção e as diferenças entre o custo contábil e o custo gerencial. Além de apurar os custos corretamente é preciso ficar atento a algumas práticas (falhas) que são comuns mas que podem acabar com toda a sua gestão de custos, uma vez que elas mascaram os números e geram resultados errados que não são confiáveis para a tomada de decisão. Aqui nós listamos 6 práticas que interferem no cálculo de apuração de custos feito pelo Q4-ERP, mas com certeza estas mesmas práticas interferem na apuração de custos independente da ferramenta utilizada para cálculo.

1.Cadastro de quantidade ou unidade de medida errada na estrutura do produto

Um erro muito comum é não incluir na estrutura do produto (lista de material) a quantidade total consumida para a produção daquela peça, incluindo a quantidade que será perdida no processo. Este erro faz com que sempre sobrem quantidades em estoque que depois exigem ajustes para fazer a saída de sucata. Além de interferir no estoque, este erro também vai interferir no Bloco K do SPED.

Exemplo: Se com uma chapa de aço você consegue produzir 4 peças, o controle de estoque dessa chapa deve ser feito em KILO para que o peso seja divido por 4 e na Estrutura do Produto você informe o peso total que vai sair do estoque para produzir esta peça. Isto vai incluir a quantidade que será perdida que vai virar retalho e depois vendida como sucata.

2. Receber NFe com unidade de medida diferente do controle de estoque

Se ao fazer o recebimento de um material, este for registrado no estoque com uma unidade de medida diferente da unidade de medida de controle estoque daquele material, o custo será calculado errado.

Exemplo: nos recebimentos manuais é comum as pessoas digitarem a quantidade que está informada na nota fiscal, mas não se atentar a unidade de medida, então se a nota fiscal foi enviada em KILOS mas o controle de estoque é feito em TONELADAS, o usuário coloca a quantidade correta 1.000 mas ao invés de informar a unidade de medida KILOS para o sistema efetuar a conversão, ele deixa a unidade TONELADAS deixando o estoque e o custo errados.

3. Cadastrar conversão de unidade de medida errada

O custo do material é sempre calculado pela unidade de estoque, portanto é preciso que exista um fator de conversão das unidades de medida para que os materiais que o fornecedor envia em uma unidade de medida diferente sejam convertidos para a sua unidade de medida de controle de estoque. Caso uma destas conversões de unidade de medida seja cadastrada errada, todos os produtos que utilizam este material terão o seu custo afetado.

Exemplo: o material tem unidades de estoque em KILOS mas o recebimento é feito em TONELADAS, é obrigatório ter uma unidade de conversão que diga 1 tonelada = 1.000 kilos para que o sistema faça a conversão corretamente.

Observação: Alguns cadastros são feitos com unidades em que não é possível medir como: caixa, rolo, pacote. Uma caixa pode conter 10 peças mas outra 20 peças portanto esta não é uma unidade de medida mensurável, o sistema não entende este tipo de conversão e isso interfere no cálculo do custo.

Unidades Mensuráveis: metro, centímetro, grama, kilo, tonelada, metro quadrado, metro cúbico e suas derivações.
Unidades não Mensuráveis: caixa, rolo, pacote, etc..

4.Erro de CFOP no recebimento

Cada CFOP utilizada em uma nota fiscal de compra faz uma tratativa diferentes destes materiais nas movimentações do sistema, por isso quando os recebimento de XML de NFe são feitos com CFOP errada, o custo é impactado. Por exemplo, são considerados no cálculo do custo apenas as notas fiscais de compra para calcular o preço dos materiais comprados, portanto se um material for recebido com o CFOP errado e este CFOP for do tipo “Operação de Remessa”, a entrada dessa Nota Fiscal não será considerada na apuração de custo naquele mês.

5.Não fazer todos os apontamentos

Os apontamentos de produção são os registros que dizem o que foi produzido, quando foi produzido e quais materiais foram utilizados na produção, ou seja, as informações primordiais para uma apuração de custos correta, mas mesmo assim ainda vemos muitas empresas com dificuldade de executar este processo corretamente. Qualquer falta de apontamento irá interferir diretamente no resultado da apuração do custo, e consequentemente,  na eficiência da gestão de custos.

6. Fazer ajustes de estoque

Os cálculos de custos consideram os dados reais que são gerados durante os processos de abertura de ordem, saída do material do almoxarifado para a produção, apontamento de produção para entrada no estoque. Já os movimentos de ajustes (por serem exceções, ou pelo menos deveriam ser) não são considerados nos cálculos de apuração de custos feito via sistema ERP, por isso quando uma ajuste de estoque é realizado o resultado da apuração de custos é impactado diretamente.


Se você está buscando formas de melhorar a gestão de custos industriais na sua empresa, nós podemos te ajudar. Com o Q4-ERP você consegue fazer a apuração de custos industriais de forma ágil e confiável e assim tomar melhores decisões sovre redução de custos ou novos investimentos.  Solicite agora o contato de um consultor para saber mais sobre como essa solução pode te ajudar.

cta_fale_consultor

About The Author

QS Consultoria

A QS Consultoria é uma empresa especializada em desenvolvimento de sistema de gestão integrado ERP para industrias de manufatura. Nossas soluções foram desenvolvidas para atender as exigentes demandas da cadeia automotiva e estão no mercado há mais de 20 anos com resultados comprovados por nossos clientes.

Add a comment

*Please complete all fields correctly

Veja também outros artigos recentes

agilizar faturamento
Posted by qsconsultoria | 26/07/2018
O faturamento é um dos processos mais críticos dentro das indústrias e de forma alguma pode tornar-se um gargalo. Se no momento da emissão da nota fiscal algo sair errado, você...
fatores de sucesso em uma implantação de erp
Posted by qsconsultoria | 16/07/2018
De acordo com o relatório ERP 2018 da consultoria Americana Panorama, especializada em implantação de ERP, 64% das organizações entrevistadas que implantaram sistema ERP recentemente reportaram que gastaram mais dinheiro do...
Posted by qsconsultoria | 02/07/2018
Conectividade, digitalização e indústria 4.0 são os termos do ano 2018 para as indústrias, ou seja, o foco agora é automatização da produção. Uma pesquisa publicada pela Automotive Business sobre...