8 FERRAMENTAS DE PCP QUE TODO PROGRAMADOR PRECISA TER

ferramentas pcp

Com a indústria 4.0 se tornando cada vez mais real, é comum que os colaboradores tenham medo de serem substituídos caso suas atividades sejam automatizadas. No entanto, para a área de PCP as ferramentas de automatização não excluem a necessidade da análise crítica de um profissional. Pelo contrário, ela elimina atividades de alto risco que demorariam horas para serem realizadas.

Se você busca ferramentas para facilitar sua rotina, neste artigo falaremos sobre as 8 ferramentas que ajudam a área de planejamento da produção a cumprir seus prazos.

+VEJA TAMBÉM: 3 sinais que demonstram problemas no PCP

8 ferramentas que facilitam a rotina do PCP

1. MPS ou Programa de Produção

Conhecido como Programa Mestre de Produção, o MPS é a ferramenta base para o cálculo do MRP. Esta ferramenta é necessária para o planejamento das ordens de fabricação que deverão ser geradas dentro de um período para atender aos pedidos, ou reposição de estoque. Além disso, o MPS impacta em todos os outros processo do planejamento e controle da produção. Quando o Programa Mestre de Produção é feito em um sistema de gestão, o tempo necessário para o cálculo é menor, e ainda diminui a possibilidade de erros.

2. MRP ou Programação para trás

O MRP ou Planejamento de Recursos de Manufatura é uma ferramenta bastante conhecida. Ela calcula a necessidade compra e de produção de materiais para atender a demanda do produto acabado dentro do prazo. Tanto nos pedidos de venda, quanto nos programas de produção, o MRP faz a explosão de estruturas de produto para calcular a necessidade de cada componente e matéria-prima necessárias para a produção. Saiba mais sobre como funciona e os benefícios do MRP para sua indústria.

3. Processo de fabricação ou rotas de produção

Trata-se da sequência de operações necessárias até que produção de um produto esteja completa, incluindo as atividades de inspeção. Para realizar as rotas de produção é importante ter as informações sobre o produto, detalhe das operações, tempo de configuração e tempo padrão para finalização da produção. Este processos são bastante utilizados como base para a previsão de capacidade da produção.

4. Cálculo de capacidade de produção

Para a realização deste cálculo, o planejador ou gerente de produção deverá analisar a quantidade de horas disponíveis e horas necessárias para a produção das ordens de fabricação, através do programa de produção, e considerando as ordens que já estão em aberto e a disponibilidade de máquina.

5. Ordens de fabricação planejadas

qsmobile_apontamento_de_produção_erp

Uma ordem de fabricação determina a quantidade a ser produzida, mas pode acontecer de alguma peças serem produzidas com defeito. Com uma ferramenta de planejamento, é possível alocar recursos adicionais para completar a ordem de fabricação e atender a demanda, bem como controlar os itens com falhas e recursos perdidos para refazer o planejamento.

6. Requisição de materiais

Além de planejar, é importante documentar a requisição para retirar os materiais do estoque e com o MRP as requisições são geradas automaticamente de acordo com a necessidade e são baixadas online. Se torna desnecessário a documentação em papel e sem correr o risco de perder o controle dos saldos de estoque, pois afeta diretamente no planejamento.

7. Vínculo entre diferentes ordens de PA

Considerando a complexidade de cada operação, podem ser necessárias diferentes ordens de fabricação de um mesmo componente. Uma vez que esse componente seja necessário na ordem de fabricação de um produto acabado. E uma ferramenta que faça o vínculo entre todas essas ordens facilita muito o acompanhamento da produção pelos planejadores.

8. Visão dos recursos necessários

Os recursos necessários incluem funcionários, ferramentas e materiais necessários para a produção, Ou seja, ao ter vinculadas as informações de cada etapa do processo de fabricação e os recursos necessários, o programador possui mais dados para realizar um planejamento mais assertivo.

Um dos pontos principais da automatização da produção é justamente economizar tempo eliminando atividades manuais. Por exemplo preenchimento de planilhas que demanda muito tempo, precisam ser constantemente atualizadas com dados corretos e ainda sim, possuem alto risco de falha. Com a utilização destas ferramentas, o profissional ganha tempo para realizar atividades que geram valor para a empresa.


Quantas destas ferramentas você utiliza no seu dia a dia na área de PCP?

About The Author

Equipe de Conteúdo QS

Nossos conteúdos são produzidos por especialistas nas diversas áreas da Indústria. A QS está em constante busca por informações e atualizações sobre tecnologia e Gestão Industrial, com o objetivo de trazer a melhor informação para os clientes.

Veja também outros artigos recentes

implantar apontamento de produção
Posted by qsconsultoria | 24/11/2020
O apontamento de produção indica em qual etapa do processo de produção determinado produto se encontra, mas além disso ele é crucial para uma boa gestão de estoque, gestão de...
falha implantação erp
Posted by qsconsultoria | 10/11/2020
A implantação de um sistema ERP não é um projeto fácil. Normalmente, os projetos envolvem quase toda a empresa e exigem flexibilidade de adaptação aos novos processos e mudanças de...
Posted by qsconsultoria | 28/10/2020
O controle de estoque é um fator crítico para o sucesso de qualquer negócio e as vezes, um desafio para muitas empresas. Durante projetos de implantação em indústrias de diferentes...