ENTRE EM CONTATO
11 4806-0671
contato@qsconsultoria.com.br

COMO GERENCIAR RISCOS E ATENDER A NOVA ISO 9001:2015

gestao_riscos_iso9001:2015

A ISO 9001:2015 já está valendo, as novas certificações estão sendo feitas com base nesta versão e a re-certificação também começará a ser. Como já falamos aqui no post ISO 9001:2015 O que muda para minha empresa? a principal mudança que esta versão traz é uma visão mais integrada dos processos e o gerenciamento dos riscos do negócio. Ou seja, as empresas precisão apresentar nas auditorias evidências de como estão gerenciado os riscos da operação.

Mas o que é risco?

Um risco é uma incerteza, mas esta incerteza pode ser algo tanto positivo como negativo. Por exemplo, aumentar exponencialmente sua demanda é bom para seu negócio, mas é um risco, assim como deixar de atender seu cliente por atraso na produção também é um risco, mas esse negativo por que vai abalar o seu relacionamento com o cliente.

Em ambos os casos é preciso ter um plano para mitigar estes riscos, é nisso que a nova versão da ISO 9001:2015 irá focar, passando a ser uma ferramenta de gestão estratégica da empresa.

Como criar um plano de gerenciamento de riscos?

Uma vez que você tenha em mente que ter um plano de gerenciamento de riscos não será mais algo opcional e sim fundamental para a gestão do seu negócio e também para cumprir com a exigência da norma estas dicas podem te ajudar a criar este plano.

1.Identificar os riscos e priorizar

Existem diversos métodos para definir o risco potencial para um negócio como por exemplo: uma sessão de brainstorming, diagrama de tartaruga, análise SWOT, Porter, FMEA. Utilize o método que melhor se adapte às características do seu negocio para identificar todas as ameaças e oportunidades.

Depois  de levantar todas estas ameaças e oportunidades, crie uma matriz de matriz de priorização para identificar aqueles riscos com uma alta probabilidade de ocorrência e como um alto impacto no seu negócio, estes são os riscos de maior prioridade no seu plano de ação.

2.Criar um plano de ação, risco e contingência documentado

Na hora de criar um plano de ação todo mundo discute como “apagar o incêndio” mas esquece de definir ações que serão tomadas para recuperar a operação nos casos em que não se tem mais os mesmos recursos. O plano de ação para os riscos identificados precisam ser documentados, e nas ações deve-se informar a ação de contingência caso a situação de risco aconteça e também a ação de retomada da operação após a contingência inicial.

3.Treinar os funcionários

De nada adiantar criar um plano de ação em uma sala de reunião, documentar e salvar na rede. Essa informação precisa ser disseminada para todos os profissionais responsáveis pelas ações para que tenham conhecimento do que deve ser feito em cada situação.

4.Revisar, testar e validar o plano

Sempre que um dos riscos se tornar uma realidade e o plano de contingência for colocado em ação faça uma análise do que funcionou ou não e documente as lições aprendidas para revisar os planos. Em alguns casos é possível testar o plano antes de que algo aconteça, o que é muito mais indicado, e pode ser feito através de uma simulação ou até de um erro causado intencionalmente.

5.Gerenciar o fornecedor do seu fornecedor

Solicite que o seu fornecedor tenha procedimento de qualificação de fornecedor e gerenciamento de riscos assim como você faz. Pois o não gerenciamento de sub-fornecedores é um dos riscos para todas as organizações de uma cadeia produtiva.


Precisa de ajuda para se certificar na ISO 9001:2015? A QS já ajudou dezenas de empresas à organizar seus processos e atender aos requisitos da norma utilizando nosso Sistema ERP para integrar as informações e garantir a confiabilidade dos processos exigida pela norma. Fale com um de nossos consultores para saber como podemos ajudar a sua empresa também.

fale_consultor

Tags
About The Author

Equipe de Conteúdo QS

Nossos conteúdos são produzidos por especialistas nas diversas áreas da Indústria. A QS está em constante busca por informações e atualizações sobre tecnologia e Gestão Industrial, com o objetivo de trazer a melhor informação para os clientes.

Adicionar comentário

*Preencha todos os campos corretamente

Veja também outros artigos recentes

ferramentas gestao de fornecedores
Posted by qsconsultoria | 13/07/2020
A qualidade do atendimento dos seus fornecedores impacta diretamente na qualidade do seu atendimento para com seus clientes. Diante disto, além de se tratar uma norma da ISO 9001:2015, a...
manutenção industrial
Posted by qsconsultoria | 26/06/2020
Junto com a área de manutenção, os times de operação, qualidade e engenharia tem o desafio de manter as máquinas e os equipamentos da empresa disponíveis o maior tempo possível....
reduzir retrabalho e refugo
Posted by qsconsultoria | 04/06/2020
O retrabalho e refugo (sucata) é uma realidade em muitas indústrias, não importa o tamanho ou tipo de produção. O desafio dos gestores é identificar a origem do problema, já...