ENTRE EM CONTATO
11 4806-0671
contato@qsconsultoria.com.br

CONTROLE DE ESTOQUE: 7 PASSO PARA UM CONTROLE EFICIENTE

controle de estoque na indústria 7 passos

O controle de estoque na indústria é essencial para que se tenha uma boa gestão, independente do tamanho da empresa. Ao falar de controle de estoque industrial, estamos falando de controle de estoque de produto acabado, matéria-prima e componentes, o que deixa este processo um pouco mais complexo do que em outros setores como o varejo. Além disso diversas áreas dentro da indústria dependem desta informação para ter um bom desempenho em suas funções, por exemplo:

  • O planejamento da produção precisa saber os materiais disponíveis para planejar as ordens de fabricação;
  • Compras precisa saber o que tem em estoque e o quanto de material deve ser comprado;
  • Custos precisa saber os materiais consumidos para apurar o custo real de cada item produzido;
  • O fiscal dos saldos de estoque para fazer os fechamentos e enviar os SPEDs;
  • O financeiro depende dessa informação para gerenciar o fluxo de caixa e saber qual o valor dos itens em estoque – o estoque é dinheiro.

Caso a sua empresa não tenha um controle de estoque eficiente, este post é para você. Preparamos esta lista com 7 passos para começar a melhorar o seu controle de estoque hoje mesmo.

7 passos para um controle de estoque eficiente na indústria

Segundo a filosofia Lean (Manufatura Enxuta) produto em estoque é um dos 7 desperdícios que deve ser eliminado. Mas para trabalhar com estoque zero (Just in Time) ou manter os níveis de estoque equilibrados para que atenda a demanda, sem excessos, é fundamental que a empresa possua um excelente controle de estoque.

+LEIA MAIS: Como um ERP auxilia na produção enxuta

1. Organização Física

O primeiro passo é fazer a organização física dos produtos para que sejam facilmente armazenados, encontrados e retirados. Determine os espaços por tipo de produto, identifique os corredores, prateleiras e crie endereços de armazenamento. Após isso identifique os materiais com etiquetas logo no recebimento.

2. Fluxo de entradas e saídas

Toda e qualquer movimentação de material deve ser registrada no momento exato em que ela acontece. Ou seja, nenhum material entra e sai da empresa ou do almoxarifado sem um documento que registre essa movimentação. Por exemplo,  Nota Fiscal de entrada ou saída, Requisição de Material ou Ordem de Produção.

3. Procedimentos de controle

Além dos documentos para registro de toda movimentação que são gerados a partir dos procedimentos de Recebimento de Material, Expedição, Solicitação de Material para Produção, é importante que sejam implantados procedimentos de checagem/conferência. Porque quando falamos de controle de estoque, envolvemos sistemas informatizados e recursos humanos, e é claro que erros podem acontecer. Dessa forma, criar um procedimento de conferência física dos materiais recebidos na nota de entrada assim como nos materiais separados para envio é fundamental.

4. Inventários Frequentes 

Depois de todos os procedimentos implantados corretamente é preciso que sejam realizados inventários periódicos para a verificação da eficácia do controle de estoque e eventuais ajustes necessários. A prática comum é realizar um inventário anual.

5. Capacitação dos Colaboradores

Nem mesmo o melhor sistema de gestão do mundo é capaz de garantir um controle de estoque 100% se as pessoas não estiverem comprometidas com isso. Uma desatenção na separação do material por exemplo, pode resultar em uma peça a mais na caixa que não será registrada no sistema, a partir disso o controle de estoque começa a falhar. Por isso é importante fazer um trabalho de conscientização da criticidade deste trabalho e treinamentos.

6. Integração da Operação

Um conceito que ouvimos muito por aí é “estoque é coisa do fiscal, sou da produção não tenho nada a ver com isso”. Para desmistificar essa ideia, os colaboradores precisam entender que a informação recebida na nota fiscal de entrada pelo fiscal é a mesma que o planejamento vai utilizar para saber quais materiais estão em estoque e que produção vai utilizar para produzir suas ordens.

A empresa é um sistema integrado e os estoque físico e fiscal devem ser tratados como uma coisa só! 

7. Automatização

Alimentar inúmeras planilhas, fichas ou diferentes sistemas de controle além de ter um risco enorme de erros, gera muito trabalho e você pode acabar gastando mais tempo com os controles do que com a operação em si. Por isso um sistema de gestão integrado é essencial para que uma indústria garanta um controle de estoque eficiente. Mesmo que seja simples na cadeia produtiva, será necessário controlar:

  • Todas as entradas e fazer as conferências;
  • Todas as saídas do almoxarifado para a produção;
  • Todas as separações e expedição.

 


QSMobile_Apontamento de Produção

Apontamento de Produção via aplicativo móvel do Q4-ERP

Como ter um controle de estoque mais eficiente e com menos trabalho?

Controlar as movimentações de materiais de forma eletrônica é a resposta, e o Q4-ERP industrial te ajuda a fazer isso de forma simples porém extremamente confiável para garantir a rastreabilidade da produção.

Solicite uma apresentação personalizada, e um dos nossos consultores irá te mostrar como colocar este projeto em prática na sua empresa.

About The Author

Equipe de Conteúdo QS

Nossos conteúdos são produzidos por especialistas nas diversas áreas da Indústria. A QS está em constante busca por informações e atualizações sobre tecnologia e Gestão Industrial, com o objetivo de trazer a melhor informação para os clientes.

Adicionar comentário

*Preencha todos os campos corretamente

Veja também outros artigos recentes

ferramentas gestao de fornecedores
Posted by qsconsultoria | 13/07/2020
A qualidade do atendimento dos seus fornecedores impacta diretamente na qualidade do seu atendimento para com seus clientes. Diante disto, além de se tratar uma norma da ISO 9001:2015, a...
manutenção industrial
Posted by qsconsultoria | 26/06/2020
Junto com a área de manutenção, os times de operação, qualidade e engenharia tem o desafio de manter as máquinas e os equipamentos da empresa disponíveis o maior tempo possível....
reduzir retrabalho e refugo
Posted by qsconsultoria | 04/06/2020
O retrabalho e refugo (sucata) é uma realidade em muitas indústrias, não importa o tamanho ou tipo de produção. O desafio dos gestores é identificar a origem do problema, já...