ENTRE EM CONTATO
11 4806-0671
contato@qsconsultoria.com.br

CUSTOS DE PRODUÇÃO: ENTENDENDO OS CONCEITOS BÁSICOS

conceitos_custos_produção

O tema custos de produção está em alta na indústrias, além de ser um exigência fiscal que deve ser informada no SPED, é também uma informação extremamente estratégica para o negócio. Mas antes de falar da apuração do custo em si, é preciso conhecer alguns conceitos básicos de apuração de custos para entender como são calculados os custos da sua fábrica. Este artigo vai te ajudar à entender estes conceitos.

Diferença entre Custo x Despesa x Investimento

Este é o primeiro conceito que precisa ficar claro (e que gera muita confusão) a diferença entre o que é custo, o que é despesa o que é investimento e o que é gasto.

  • GASTO é um termo utilizado para qualquer transação financeira onde a empresa assume uma dívida em troca de bens ou serviços, ou seja, tanto os custos, como as despesas e ate os investimento podem ser considerados gastos do ponto de vista operacional financeiro;
  • INVESTIMENTOS são gastos que vão gerar algum benefício para a empresa no futuro, podem ser ativos como máquinas ou até mesmo estoques que visem trazer um retorno financeiro;
  • DESPESAS são gastos que não tem nenhuma relação com o processo produtivo da empresa, são as atividades comerciais, financeiras e administrativas por exemplo. São os gastos que a empresa tem para colocar o produto pronto no mercado;
  • CUSTOS são gastos que estão relacionados ao processo de fabricação dos bens (no caso de industrias) ou na prestação do serviço (nos casos de outros tipos de empresa). Tudo que a empresa precisa para produzir um produto é considerado custo, seja direta ou indiretamente como matéria-prima, mão de obra, energia elétrica, ferramentas etc.

Diferença entre custo direto X indireto

Agora que você já entendeu o que é considerado um custo para a empresa, você precisa saber as diferenças entre os tipos de custos que precisam ser apurados pela empresa.

Os CUSTOS DIRETOS são todos aqueles gastos com material ou mão-de-obra aplicados diretamente no produto final, ou seja, se não houve a aplicação destes materiais ou serviços não haverá produção. Estes são os custos fáceis de serem identificados pois são mensuráveis. Exemplos de custos diretos: kilos de matéria-prima utilizada em um produto, salário do operador da máquina, quantidade de embalagem do produto final,

Os CUSTOS INDIRETOS são também gastos com o processo produtivo, porém não estão diretamente relacionados ao produto final e por isso são mais difíceis de serem medidos, então é preciso definir um critério de distribuição destes custos entre todos os itens produzidos (rateio). Exemplo de custos indiretos: o aluguel da fábrica, energia elétrica, água, salário de profissionais indiretos como gerente, técnicos de manutenção, depreciação das máquinas etc.

Diferença entre custo fixo X variável

Além das diferentes formas de apuração, os custos de produção também se comportam de duas maneiras, eles podem ser fixos ou variáveis.

Os custos VARIÁVEIS são aqueles que se modificam de acordo com o volume de produção e vendas. Ou seja, quando a empresa está produzindo e vendendo mais estes custos aumentam, quando os níveis diminuem o custo é reduzido proporcionalmente. Exemplos de custos variáveis: as matérias-primas, a mão-de-obra de terceiro, fretes, comissão de vendas

Os custos FIXOS são aqueles gastos que não se modificam, independente da variação do volume de produção e vendas. São aqueles gastos que, mesmo com todas as máquinas paradas, a empresa terá aquele custo. Portanto quanto maior a produção, este valor que é fixo será diluído entre uma quantidade maior de itens e fará com que o custo de fabricação seja menor, e o inverso também acontece, se a fábrica passa a produzir menos o custo unitário aumenta já que os gastos fixos não diminuem. Exemplo de custos variáveis: aluguel, depreciação das máquinas

+VEJA TAMBÉM: Os princípios básicos de uma gestão de custos eficiente


QsMobile_Financeiro_Fluxo de Caixa2

Fluxo de Caixa no aplicativo móvel do Q4-ERP

 

Se você está buscando formas de melhorar a gestão de custos de produção na sua indústria, nós podemos te ajudar.

Com o Q4-ERP Industrial você consegue fazer a apuração de custos produção de forma ágil e confiável e assim tomar melhores decisões sobre redução de custos ou novos investimentos.

Solicite uma demonstração personalizada clicando aqui, para ver como o Q4 pode te ajudar na práica, e um de nossos consultores irá em contato com você.

About The Author

Thabata Devecchi

Administradora de empresas com experiência em mapeamento, planejamento e implantação de melhoria de processos organizacionais com software de gestão. Em constante busca por novidades e tecnologias que melhorem o dia a dia dos empreendedores.

Blog Comments

Muito bom seu draft!

Add a comment

*Please complete all fields correctly

Veja também outros artigos recentes

agilizar faturamento
Posted by qsconsultoria | 26/07/2018
O faturamento é um dos processos mais críticos dentro das indústrias e de forma alguma pode tornar-se um gargalo. Se no momento da emissão da nota fiscal algo sair errado, você...
fatores de sucesso em uma implantação de erp
Posted by qsconsultoria | 16/07/2018
De acordo com o relatório ERP 2018 da consultoria Americana Panorama, especializada em implantação de ERP, 64% das organizações entrevistadas que implantaram sistema ERP recentemente reportaram que gastaram mais dinheiro do...
Posted by qsconsultoria | 02/07/2018
Conectividade, digitalização e indústria 4.0 são os termos do ano 2018 para as indústrias, ou seja, o foco agora é automatização da produção. Uma pesquisa publicada pela Automotive Business sobre...